Cirurgia plástica tem técnicas menos agressivas e menos dor Lipoaspiração, próteses para mamas e intervenções no nariz e nas pálpebras lideram a preferência de intervenções no país. Confira o que há de mais novo para chapar a barriga e turbinar os seios

Lipoaspiração, aumento de mamas, intervenções no nariz e nas pálpebras, ainda são os procedimentos mais procurados pelas brasileiras. O país é líder de cirurgias plásticas, seguido pelos Estados Unidos. Segundo o cirurgião plástico Rodrigo Mangaravite, do Rio, há 20 anos uma lipoaspiração utilizava cânulas grossas que removiam uma quantidade enorme de gordura, causando traumas nos vasos sanguíneos e hematomas doloridos. No caso do aumento das mamas, os modelos de próteses nem sempre acompanhavam a anatomia da mulher. “Hoje, o médico dispõe de cânulas finas para a lipo e diversos tipos de implante que se moldam melhor ao corpo da paciente”, diz Mangaravite. A seguir, listamos o que há de mais moderno em lipo e mamoplastia. LIPOASPIRAÇÃO MENOS DOR, MELHOR RESULTADO Ficar com o abdômen sequinho, os culotes discretos e as pernas mais finas exige paciência e disciplina. A cirurgia é complicada e o pós-operatório pode ser cruel para quem precisa eliminar grandes quantidades de gordura, como níveis acima de 10%. “Há 15 anos, houve uma banalização da lipo, com muitos médicos fazendo o procedimento na própria clínica. Hoje, procura-se a estrutura de um hospital”, explica o cirurgião plástico Marco Cassol, de São Paulo. COMO EVOLUIU PREPARAÇÃO: Está mais criteriosa. O médico faz uma avaliação completa com fotos e conversas para saber qual o desejo do paciente. “Dessa maneira, conseguimos definir as técnicas a ser realizadas e descobrimos as limitações daquele corpo”, diz o cirurgião plástico Daniel Facciolli, do Rio de Janeiro. Antes da cirurgia, ainda no quarto, o anestesista faz mais uma bateria de exames e, em seguida, o médico marca com caneta as áreas do corpo que serão reduzidas. ANESTESIA: Peridural com ou sem sedação. Antes, a geral era mais comum. TÉCNICA: Para a sucção, são utilizadas cânulas de calibres diferentes. “As mais finas entram no final do procedimento para refinar a área tratada”, afirma Barbara Machado. Há, ainda, modelos de cânula que vibram e sugam a gordura a vácuo e também versões acopladas a um aparelho de laser, indicadas para quem tem também excesso de pele e flacidez. Os médicos precisam seguir os limites de perda impostos pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica: 7% de gordura ou 30% do peso corporal do paciente (cerca de 2 litros de gordura).

RECOMENDADO PARA VOCÊ

PÓS-OPERATÓRIO: O repouso absoluto leva sete dias. A partir da segunda semana, dá para retomar algumas atividades de forma moderada, como dirigir e lavar os cabelos. Antes, esse período crítico durava pelo menos um mês. Outra exigência dos médicos para garantir melhores resultados é usar cinta por dois meses, 24 horas por dia. “Também indico placas modeladoras feitas de espuma ou neoprene que ajudam na compressão”, diz Bárbara. Como ajuda extra, vale investir em fisioterapia para evitar a formação de fibrose nos locais aspirados, além de drenagem linfática, que diminui o inchaço. RESULTADOS: Começam após uma semana, quando os edemas diminuem e os contornos corporais ficam aparentes. O resultado final aparece entre dois e três meses. “As únicas cicatrizes que ficam são pequenos pontos de 1 centímetro por onde as cânulas entram”, afirma Facciolli. MAMOPLASTIA PRÓTESES MENORES E EFEITOS NATURAIS Até a década de 80, as brasileiras nem pensavam em aumentar o tamanho do sutiã. A procura era bem maior por cirurgias de redução de mamas. A partir dos anos 90, os consultórios começaram a lotar de mulheres em busca de um decote turbinado. Na época, só havia dois formatos de prótese: redonda ou anatômica, ambas com duração de dez anos, e as mulheres queriam seios enormes, alguns até desproporcionais. “Os médicos faziam suas vontades”, diz Marco Cassol. COMO EVOLUIU PREPARAÇÃO: Se antes os médicos colocavam próteses grandes para satisfazer o desejo  das pacientes, hoje um profissional respeitado faz exames clínicos, mede a largura das costas e do peitoral e aí escolhe o tamanho e o formato da prótese. “Muitas vezes, a mulher chega querendo aumentar as mamas, quando é preciso somente reposicioná-las com um implante bem menor”, diz o cirurgião Daniel Facciolli. ANESTESIA: Peridural ou local com sedação, como antes. TÉCNICA: O implante é colocado na frente ou atrás do músculo peitoral através de uma incisão na pele que pode ser feita abaixo da mama, na axila ou na parte inferior da aréola. O que difere são as cicatrizes, que hoje são bem menores do que antigamente, não ultrapassando 5 centímetros. PÓS-OPERATÓRIO: É preciso ficar de repouso total na primeira semana, sem mexer os braços nem pegar peso. Quinze dias depois, é possível voltar às atividades diárias. Tomar sol ou ir à academia, só depois de dois meses. “Como são texturizados e feitos com poliuretano, os implantes hoje endurecem menos e têm risco praticamente zero de ruptura”, conta Facciolli. RESULTADOS: “As novas próteses são bem personalizadas, já que o formato cônico, mais popular hoje, é moldado de acordo com a necessidade da paciente. Fica bem mais natural”, diz Barbara Machado.   http://revistamarieclaire.globo.com/Beleza/noticia/2016/05/cirurgia-plastica-tem-tecnicas-menos-agressivas-e-menos-dor-no-pos-operatorio.html

Dermolipectomia: conheça a cirurgia para tratar a flacidez na barriga, braços e coxas

Procedimento é indicado principalmente para pessoas que perderam peso bruscamente ou para mulheres após a gravidez

Um dos fatores adversos para quem perdeu uma alta quantidade de peso, em um curto espaço de tempo, está o excesso de pele e a flacidez Uma das possibilidades para resolver esta situação e devolver a autoestima destas pessoas é a dermolipectomia.

Trata-se de um procedimento cirúrgico que tem como finalidade retirar o excesso de pele e flacidez nestas regiões. “Existe a dermolipectomia da barriga, do braço e também da coxa. Ou seja, são três tipos do mesmo procedimento, que tem como finalidade a retirada da flacidez e o excesso de pele de cada região”, explica o cirurgião plástico Marco Cassol.

A cirurgia funciona como uma forma de melhorar a silhueta, deixando a cintura bem torneada. Também é indicada para melhorar o aspecto dos braços e coxas, além de contribuir para a redução das estrias, apesar de não ser este o propósito do procedimento.

Para quem é indicada a dermolipectomia?

Normalmente, as pessoas que perderam muito peso bruscamente estão entre os pacientes que mais decidem pela dermolipectomia. O procedimento também é procurado por pessoas que apresentam flacidez. “É ideal também para mulheres que ganharam bebê recentemente e acabaram ficando com excesso de pele na região da barriga”, reforça Cassol.

O especialista afirma que, principalmente nos braços e nas coxas, os resultados são muito bons. “Podemos retirar a flacidez do ‘tchauzinho’ ou mesmo aquela dobra que fica na coxa que, geralmente,causa assaduras e incômodos para algumas pessoas, sobretudo no verão”, explica.

Os benefícios estéticos na barriga também podem ser considerados excelentes. “No abdome a gente consegue, além disso, reposicionar a musculatura e proporcionar a aparência de abdome negativo, o que vem se tornando cada vez mais o desejo de muitas mulheres”, reforça.

Quando optar pela cirurgia?

Antes de se decidir sobre fazer ou não o a dermolipectomia é preciso avaliar de maneira cuidadosa os riscos da cirurgia (que são comuns a todas as demais), a situação do próprio corpo, bem como se há possibilidade de tratamento menos invasivo. Um profissional qualificado está capacitado para conduzir esta reflexão e buscar o melhor para cada paciente.

Outro aspecto importante a ser observado é em relação aos resultados do procedimento. “Vão ficar cicatrizes em forma de T tanto no braço como na coxa (parte interna), dependendo do grau de flacidez. Fica também uma cicatriz transversal baixa, no caso do abdome”, ressalta o cirurgião.

Pré e pós-operatórios

Antes da cirurgia, como em qualquer outro procedimento do tipo, é preciso avaliar o risco cirúrgico. Neste caso é obrigatória a realização de exames convencionais no pré-cirúrgico. “Além disso, o paciente deverá ser alertado sobre a necessidade de se utilizar um dreno no pós-cirúrgico”, explica Cassol.

Já em relação ao pós-operatório, nas cirurgias realizadas no abdome o tempo médio de recuperação é de até duas semanas, enquanto na coxa e no braço é de apenas uma semana, aproximadamente. Após este período a paciente poderá ir retomando naturalmente as atividades mais leves do dia a dia.

Tanto o Conselho Federal de Medicina (CFM) quanto a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) proíbem a divulgação de preços de cirurgias plásticas por seus profissionais. De toda forma, após uma pesquisa em clínicas foi possível levantar que o valor médio pago pelo procedimento custa a partir de R$ 5 mil.

http://arevistadamulher.com.br/estetica/content/2447341-dermolipectomia-conheca-a-cirurgia-para-tratar-a-flacidez-na-barriga-bracos-e-coxas

Saiba tudo sobre preenchimento labial Procedimento cirúrgico bombado entre as celebridades, o preenchimento labial gera muitas dúvidas

Não corra o risco de ficar com aquele bico de pato | Crédito: Shutterstock
Segundo pesquisa da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS), a cada 20 minutos é realizado um procedimento estético para deixar a boca mais atraente. O curioso é que a cirurgia labial não atrai somente as mulheres mais maduras, mas também as mais jovens como Scarlett Johansson, Kim Kardashian e Lana Del Rey.
O cirurgião plástico Dr. Marco Cassol explica que existem diversas opções para garantir lábios mais carnudos. “Após os 50 anos é natural a região dos lábios perder volume e adquirir flacidez. Com isso, os lábios ficam com a aparência declinada, principalmente nos cantos da boca, o que desvaloriza o visual”, acrescenta.
O médico explica que hoje as mulheres já podem contar com procedimentos modernos e que proporcionam resultados cada vez mais naturais. “Atualmente o ácido hialurônico é a técnica mais segura, já que o nosso organismo produz naturalmente essa substância, diminuindo as chances de reações”, indica. Além disso, o especialista reforça que existem formulações especificas de ácido hialurônico para os lábios, o que proporciona um resultado mais bonito e natural.
“O procedimento deve ser aplicado por um cirurgião plástico de confiança e que respeite as simetrias do rosto da paciente. Mas, devemos atentar para os exageros na aplicação, afinal ninguém quer ficar com aparência de “boca de pato”, adverte Cassol.
Adolescentes podem realizar o preenchimento labial?
Segundo o especialista essa é uma questão que fica a critério do médico, haja vista que nem todos realizam o procedimento em adolescentes. No entanto, com o consentimento dos pais e a aprovação de um cirurgião plástico de confiança, a técnica pode ser aplicada sem nenhum problema. “É importante que o resultado fique bastante natural. Quando o aumento não for o bastante, o preenchimento com ácido hialurônico pode ser reaplicado após um mês”, reforçou ele.
O método de preenchimento labial costuma ser bastante simples e com invasão mínima. Não requer internação hospitalar e a paciente pode retornar as atividades rotineiras no mesmo dia. Nas primeiras 48 horas os lábios podem apresentar inchaço, mas em poucos dias os resultados são nítidos e satisfatórios.

Passou por procedimento estético? Saiba o que não fazer no Carnaval Técnicas pouco invasivas são melhores nesta época do ano

Estamos há alguns dias do carnaval. O cirurgião plástico Dr. Marco Cassol faz alguns alertas e confere algumas dicas para curtir a folia com segurança e aparência impecável: “Estamos no verão, por isso, é importante preferir as técnicas pouco invasivas, se a ideia é aproveitar a festa, praia e sol”, aconselha.

Vai desfilar na avenida e precisa estar com “tudo em cima”? A Carboxiterapia é a indicação do especialista, já que o aparelho é minimamente invasivo e é capaz de tratar estrias, gorduras localizadas e celulite de forma simples e eficaz. “A técnica injeta fluxo de gás carbônico e aumenta a circulação sanguínea. Só não pode esquecer de usar o protetor solar! ”, alerta o cirurgião.

Outra dica é Radiofrequência, ideal para esse período. “O tratamento reúne diversos benefícios de uma só vez como: melhora da flacidez, redução das rugas, celulite e até cicatrizes de acne e estrias”, recomenda Cassol.

Tratamentos estéticos com cuidados redobrados

O médico reforça quanto aos cuidados essenciais na escolha do procedimento. “Na busca por um corpo impecável, as pessoas acabam deixando de lado a segurança, o que pode ser perigoso ”, alerta.

De acordo com ele, tratamentos com laser, por exemplo, o CO2, é preciso ter cuidado duplicado. “A técnica oferece excelentes resultados, pois atinge camadas profundas da pele, mas exige restrição solar e proteção por até um mês”, sinaliza.

Os ácidos também devem ser aplicados com cautela. Se for aproveitar o feriado e o carnaval na praia, o tratamento não é indicado. “A aplicação do ácido descarta a exposição solar, pois estimula a produção de melanina e pode provocar manchas na pele”, conclui o cirurgião.

https://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle/345105/passou-por-procedimento-esteticosaiba-o-que-nao-fazer-no-carnaval

Quer um corpo bonito para o carnaval? Especialista fala sobre os procedimentos estéticos mais recomendados

Evite cirurgias invasivas e aposte em tratamentos simples, mas com excelentes resultados

Estamos há alguns dias do carnaval. O cirurgião plástico Dr. Marco Cassol faz alguns alertas e confere algumas dicas para curtir a folia com segurança e aparência impecável: “Estamos no verão, por isso, é importante preferir as técnicas pouco invasivas, se a ideia é aproveitar a festa, praia e sol”, aconselha.

 

Vai desfilar na avenida e precisa estar com “tudo em cima”? A Carboxiterapia é a indicação do especialista, já que o aparelho é minimamente invasivo e é capaz de tratar estrias, gorduras localizadas e celulite de forma simples e eficaz. “A técnica injeta fluxo de gás carbônico e aumenta a circulação sanguínea. Só não pode esquecer de usar o protetor solar! ”, alerta o cirurgião.

 

Outra dica é Radiofrequência, ideal para esse período. “O tratamento reúne diversos benefícios de uma só vez como: melhora da flacidez, redução das rugas, celulite e até cicatrizes de acne e estrias”, recomenda Cassol.

 

Tratamentos estéticos com cuidados redobrados

 

O médico reforça quanto aos cuidados essenciais na escolha do procedimento. “Na busca por um corpo impecável, as pessoas acabam deixando de lado a segurança, o que pode ser perigoso ”, alerta.

De acordo com ele, tratamentos com laser, por exemplo, o CO2, é preciso ter cuidado duplicado. “A técnica oferece excelentes resultados, pois atinge camadas profundas da pele, mas exige restrição solar e proteção por até um mês”, sinaliza.

 

Os ácidos também devem ser aplicados com cautela. Se for aproveitar o feriado e o carnaval na praia, o tratamento não é indicado. “A aplicação do ácido descarta a exposição solar, pois estimula a produção de melanina e pode provocar manchas na pele”, conclui o cirurgião.

 

Dr. Marco Cassol, cirurgião plástico especialista em face feminina

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o cirurgião plástico, pode responder sobre botox, fios de sustentação da face absorvíveis, silicone nos seios, cirurgia para reduzir as mamas, criolipólise, microlipoaspiração, cirurgia íntima, novidades da área clínica, procedimentos estéticos, entre outros assuntos. Com mais de 15 anos de experiência, é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Site: www.marcocassol.com.br

http://folhanobre.com.br/2017/02/13/quer-um-corpo-bonito-para-o-carnaval-especialista-fala-sobre-os-procedimentos-esteticos-mais-recomendados/45126

Especialista fala sobre os cuidados para uma boa cicatrização e o que deve ser evitado no período do Carnaval

Outra recomendação do especialista é evitar as bebidas alcoólicas, além da adoção de uma alimentação menos inflamatória. “No carnaval costuma-se abusar no consumo do álcool, substância que além de intoxicar o organismo, gera desidratação”, pontua o cirurgião que indica substituir o álcool por sucos naturais, água de coco ou bebidas que estimulam a produção de urina e hidratam o organismo, como melancia.

Na hora da folia é comum as pessoas descuidarem da alimentação e, principalmente, das medicações indicadas pelo cirurgião. “Pular etapas do tratamento implica em má cicatrização e o resultado pode ser insatisfatório. O excesso de derivados de açúcar e farinhas refinadas é muito inflamatório”, conclui Cassol.

Posso ir para folia após o procedimento estético?

Segundo Dr. Cassol o recomendado é programar o tratamento com no mínimo quinze dias de antecedência. “Tudo cuidado deve ser tomado com as cirurgias mais delicadas, como a prótese de silicone. O ideal é que a paciente siga as recomendações de repouso indicadas pelo médico e evite atividades extenuantes e os exageros, como pular e dançar, colocando em risco a recuperação”, acrescenta. 

Dr. Marco Cassol, cirurgião plástico especialista em face feminina

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o cirurgião plástico, pode responder sobre botox, fios de sustentação da face absorvíveis, silicone nos seios, cirurgia para reduzir as mamas, criolipólise, microlipoaspiração, cirurgia íntima, novidades da área clínica, procedimentos estéticos, entre outros assuntos. Com mais de 15 anos de experiência, é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Site: www.marcocassol.com.br

http://mulhermagnifica.com.br/2017/02/22/especialista-fala-sobre-os-cuidados-para-uma-boa-cicatrizacao-e-o-que-deve-ser-evitado-no-periodo-do-carnaval/

Tudo pronto para a folia?

Passou por procedimento estético? Saiba o que pode ou não fazer durante o Carnaval

Estamos há alguns dias do carnaval. O cirurgião plástico Dr. Marco Cassol faz alguns alertas e confere algumas dicas para curtir a folia com segurança e aparência impecável: “Estamos no verão, por isso, é importante preferir as técnicas pouco invasivas, se a ideia é aproveitar a festa, praia e sol”, aconselha.

Vai desfilar na avenida e precisa estar com “tudo em cima”? A Carboxiterapia é a indicação do especialista, já que o aparelho é minimamente invasivo e é capaz de tratar estrias, gorduras localizadas e celulite de forma simples e eficaz. “A técnica injeta fluxo de gás carbônico e aumenta a circulação sanguínea. Só não pode esquecer de usar o protetor solar! ”, alerta o cirurgião.

Outra dica é Radiofrequência, ideal para esse período. “O tratamento reúne diversos benefícios de uma só vez como: melhora da flacidez, redução das rugas, celulite e até cicatrizes de acne e estrias”, recomenda Cassol.

Tratamentos estéticos com cuidados redobrados

O médico reforça quanto aos cuidados essenciais na escolha do procedimento. “Na busca por um corpo impecável, as pessoas acabam deixando de lado a segurança, o que pode ser perigoso ”, alerta.

De acordo com ele, tratamentos com laser, por exemplo, o CO2, é preciso ter cuidado duplicado. “A técnica oferece excelentes resultados, pois atinge camadas profundas da pele, mas exige restrição solar e proteção por até um mês”, sinaliza.

Os ácidos também devem ser aplicados com cautela. Se for aproveitar o feriado e o carnaval na praia, o tratamento não é indicado. “A aplicação do ácido descarta a exposição solar, pois estimula a produção de melanina e pode provocar manchas na pele”, conclui o cirurgião.

Dr. Marco Cassol, cirurgião plástico especialista em face feminina

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o cirurgião plástico, pode responder sobre botox, fios de sustentação da face absorvíveis, silicone nos seios, cirurgia para reduzir as mamas, criolipólise, microlipoaspiração, cirurgia íntima, novidades da área clínica, procedimentos estéticos, entre outros assuntos. Com mais de 15 anos de experiência, é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Site: www.marcocassol.com.br

http://www.segs.com.br/saude/52654.html

meses de dezembro, janeiro e fevereiro são os mais procurados para realizar procedimentos estéticos

Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) indica que os meses de dezembro, janeiro e fevereiro são os mais procurados para realizar procedimentos estéticos

Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) indica que os meses de dezembro, janeiro e fevereiro são os mais procurados para realizar procedimentos estéticos, com um aumento percentual na casa dos 50%. As opções mais procuradas nessa época são: botox e preenchimento, abdominoplastia, lipoaspiração e as cirurgias das mamas.

O médico e cirurgião plástico Dr. Marco Cassol alerta quanto aos perigos da exposição solar no período pós-cirúrgico: “Pacientes recém operados devem ter cuidado redobrado. Tomar sol após a cirurgia, além de dificultar a cicatrização, pode causar manchas na pele”, adverte.

Outra recomendação do especialista é evitar as bebidas alcoólicas, além da adoção de uma alimentação menos inflamatória. “No carnaval costuma-se abusar no consumo do álcool, substância que além de intoxicar o organismo, gera desidratação”, pontua o cirurgião que indica substituir o álcool por sucos naturais, água de coco ou bebidas que estimulam a produção de urina e hidratam o organismo, como melancia.

Na hora da folia é comum as pessoas descuidarem da alimentação e, principalmente, das medicações indicadas pelo cirurgião. “Pular etapas do tratamento implica em má cicatrização e o resultado pode ser insatisfatório. O excesso de derivados de açúcar e farinhas refinadas é muito inflamatório”, conclui Cassol.

Posso ir para folia após o procedimento estético?

Segundo Dr. Cassol o recomendado é programar o tratamento com no mínimo quinze dias de antecedência. “Tudo cuidado deve ser tomado com as cirurgias mais delicadas, como a prótese de silicone. O ideal é que a paciente siga as recomendações de repouso indicadas pelo médico e evite atividades extenuantes e os exageros, como pular e dançar, colocando em risco a recuperação”, acrescenta.

http://www.regionalpress.com.br/2017/02/25/especialista-fala-sobre-os-cuidados-para-cicatrizacao/

Cirurgia plástica de redução de mamilos é nova tendência, mas não é indicado às gestantes ou lactantes

A polêmica cirurgia de redução dos mamilos já é uma tendência nos Estados Unidos e promete conquistar muitos adeptos no Brasil em 2017, não só as mulheres, como também os homens.

A polêmica cirurgia de redução dos mamilos já é uma tendência nos Estados Unidos e promete conquistar muitos adeptos no Brasil em 2017, não só as mulheres, como também os homens.

 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o procedimento é recomendado para pacientes que se queixam do crescimento das mamas por conta do desequilíbrio hormonal, causado pelo uso de anabolizantes, amamentação ou fatores genéticos.

 

A modelo brasileira Solange Gomes, incomodada com o tamanho avantajado dos mamilos, já se mostrou interessada em realizar o procedimento. A dançarina se sentia desconfortável quando usava roupas mais decotadas ou sutiã sem bojo, pois ficava com os “faróis acesos”.

 

O cirurgião plástico Dr. Marco Cassol explica que o procedimento é bastante solicitado em conjunto com outras intervenções como redução das aréolas e lifting de mamas. “A busca por um corpo simétrico faz com que as mulheres realizem correções também no tamanho da aréola. A técnica não altera a sensibilidade e nem prejudica a amamentação”, comenta o médico.

 

O procedimento de redução de mamilos é bastante simples e pode ser realizado no consultório médico com anestesia local. Os pontos cirúrgicos são removidos após uma semana. O pós-operatório inclui alguns cuidados diários como o uso do sutiã adequado e repouso.  Atividade física, banho de mar e piscina devem ser evitados nos primeiros 15 dias. “A cirurgia não é indicada para mulheres que estão grávidas ou amamentando”, adverte o especialista.

 

Dr. Marco Cassol, cirurgião plástico especialista em face feminina

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o cirurgião plástico, pode responder sobre botox, fios de sustentação da face absorvíveis, silicone nos seios, cirurgia para reduzir as mamas, criolipólise, microlipoaspiração, cirurgia íntima, novidades da área clínica, procedimentos estéticos, entre outros assuntos. Com mais de 15 anos de experiência, é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

http://www.onortao.com.br/noticias/cirurgia-plastica-de-reducao-de-mamilos-e-nova-tendencia-mas-nao-e-indicado-as-gestantes-ou-lactantes,89601.php

Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) indica que os meses de dezembro, janeiro e fevereiro são os mais procurados para realizar procedimentos estéticos, com um aumento percentual na casa dos 50%. As opções mais procuradas nessa época são: botox e preenchimento, abdominoplastia, lipoaspiração e as cirurgias das mamas.

O médico e cirurgião plástico Dr. Marco Cassol alerta quanto aos perigos da exposição solar no período pós-cirúrgico: “Pacientes recém operados devem ter cuidado redobrado. Tomar sol após a cirurgia, além de dificultar a cicatrização, pode causar manchas na pele”, adverte.

Outra recomendação do especialista é evitar as bebidas alcoólicas, além da adoção de uma alimentação menos inflamatória. “No carnaval costuma-se abusar no consumo do álcool, substância que além de intoxicar o organismo, gera desidratação”, pontua o cirurgião que indica substituir o álcool por sucos naturais, água de coco ou bebidas que estimulam a produção de urina e hidratam o organismo, como melancia.

Na hora da folia é comum as pessoas descuidarem da alimentação e, principalmente, das medicações indicadas pelo cirurgião. “Pular etapas do tratamento implica em má cicatrização e o resultado pode ser insatisfatório. O excesso de derivados de açúcar e farinhas refinadas é muito inflamatório”, conclui Cassol.

Posso ir para folia após o procedimento estético?
Segundo Dr. Cassol o recomendado é programar o tratamento com no mínimo quinze dias de antecedência. “Tudo cuidado deve ser tomado com as cirurgias mais delicadas, como a prótese de silicone. O ideal é que a paciente siga as recomendações de repouso indicadas pelo médico e evite atividades extenuantes e os exageros, como pular e dançar, colocando em risco a recuperação”, acrescenta.

Dr. Marco Cassol, cirurgião plástico especialista em face feminina
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o cirurgião plástico, pode responder sobre botox, fios de sustentação da face absorvíveis, silicone nos seios, cirurgia para reduzir as mamas, criolipólise, microlipoaspiração, cirurgia íntima, novidades da área clínica, procedimentos estéticos, entre outros assuntos. Com mais de 15 anos de experiência, é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Site mulhermagnifica.com.br