Cirurgião plástico desvenda os princípios ativos dos dermocosméticos

Manipulados ou encontrados no mercado, os compostos deixam a pele mais firme, recuperam os efeitos do sol e até diminuem marcas de expressão

Nesta Primavera com jeito (e calor!) de Verão, toda hidratação é bem-vinda. Para o corpo, muita água, água da coco e sucos, deixando de lado as bebidas ácidas, como os refrigerantes.

E para a pele, unhas e cabelos, qual creme escolher? Como a variedade é grande e há aqueles específicos para o corpo, o rosto e a área dos olhos, o médico especialista em face e cirurgião plástico, Marco Cassol, elaborou uma lista de princípios ativos dos dermocosméticos que podem fazer uma verdadeira revolução positiva no corpo. Esses princípios ativos podem ser usados tanto em cremes manipulados como encontrados em formulações prontas no mercado.

Arct-alg – biomassa marinha de alga vermelha que vem do mar ártico. Tem concentração bastante alta de peptídeos (citrulil arginina), aminoácidos (taurina) e agentes osmorreguladores que aumentam o acido nitroso e melhoram a circulação sanguínea.

Connect Cell – é um neuropeptídeo que melhora a capacidade neurosensorial da pele. Age como um neuroprotetor das terminações nervosas da pele, já que elas são responsáveis por manter a vitalidade da pele.

Densiskin D+ – como aumenta a densidade da pele, é capaz de atenuar marcas de expressão e rugas.

OTZ10 – protege dos danos dos raios UVA e UVB e diminui a produção das enzimas degradadoras do colágeno.

Phloretin Lemma – é um regenerador do dano causado pelo sol e um clareador da pele que reduz finas linhas de expressão. Geralmente é aplicado no rosto, mas também pode ser usado em áreas específicas, como mama e tórax, mas não no corpo todo.

Synovea – antioxidante e clareador que promove rejuvenescimento e clareamento da pele.

Mas quando se fala em hidratação e proteção da pele, unhas e cabelos, o primeiro cuidado é universal: protetor solar.

“O sol é maravilhoso e benéfico, pois melhora o humor e é fundamental para a síntese de vitamina D, mas devemos ter prudência na exposição, de preferência antes das 10h e depois das 15h, mesmo porque a exposição excessiva pode gerar queimadura solar e, como consequência, extrema desidratação da pele”, reforça Cassol.

O médico também aproveita para dar dicas de alimentação e de hábitos prejudiciais à boa saúde. “É importante que o paciente que fuma repense esse hábito, para manter uma pele nutrida e uma boa aparência. Uma alimentação adequada, com uma boa ingestão de proteínas, também é a chave para manter a pele mais firme”, explica Marco Cassol.

Autor: Marco Cassol

Plástica e Estética Facial e Corporal. Trabalho com a mente como um cientista e com o coração como um artista. Sou um psiquiatra do bisturi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *