Cirurgião plástico esclarece sobre a ingestão de colágeno e os tratamentos para reduzir marcas de expressão e flacidez da pele

O colágeno é produzido normalmente no nosso organismo desde o nascimento. A substância forma um bloco de proteína que sustenta as células da pele, dos ossos, das cartilagens, dos ligamentos e dos tendões, além de manter a aparência jovial e saudável.

Além da produção orgânica e natural e da reposição por meio de uma dieta com claras de ovos, o colágeno também é sintetizado em laboratórios e vendido em farmácias. Porém, será que a proteína fabricada tem o mesmo efeito que a original?

De acordo com o cirurgião plástico e especialista em face Dr. Marco Cassol, os colágenos em cápsulas ou em pó possuem o mesmo efeito do original, a diferença é a forma como são processados: por meio da liofilização ou por secagem a frio realizada para a conservação de produtos biológicos.

A deficiência de colágeno é considerada uma das principais causas do envelhecimento. Por volta dos 25 anos há uma diminuição de 1% ao ano dessa proteína. Aos 50, o corpo produz uma média de 33% para a sustentação do organismo. Dessa forma, os músculos ficam flácidos, os ossos perdem a densidade aumentando os riscos de queda, já que as articulações ficam mais frágeis. No rosto, a pele perde a firmeza e a elasticidade. “Normalmente, as pessoas com mais idade têm necessidades de um aporte maior desse nutriente, assim como os atletas, que precisam manter a integridade das articulações e evitar lesões. Pessoas com ascendência negra tendem a ter menos flacidez do que às de pele e olhos claros”, explica o especialista.

Na visão de Cassol, as pílulas ajudam a repor o colágeno em alguns casos. Contudo, as técnicas para manter a pele mais jovem variam de acordo com as necessidades metabólicas, predisposição genética e a dieta de cada paciente. “Pessoas com excesso de flacidez, rugas ou sulcos pronunciados precisam tratar os problemas de maneira adequada e individual. Apenas o uso de cápsulas ou dieta não é o suficiente”, explica o cirurgião plástico.

Hoje há tratamentos sem dor e sem cortes, entre eles, a aplicação de ácido hialurônico em quantidades que não ultrapassam 3 ml, a colocação de um fio de sustentação e a Sculptra, um preenchedor composto por ácido polilático que auxilia na produção do colágeno no organismo.

Dr. Marco Cassol

Marco Cassol é cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Com mais de 15 anos de experiência, é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e especialista em cirurgia da face. Site: www.marcocassol.com.br.

http://www.segs.com.br/saude/9567-cirurgiao-plastico-esclarece-sobre-a-ingestao-de-colageno-e-os-tratamentos-para-reduzir-marcas-de-expressao-e-flacidez-da-pele.html

Autor: Marco Cassol

Plástica e Estética Facial e Corporal. Trabalho com a mente como um cientista e com o coração como um artista. Sou um psiquiatra do bisturi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *