Cuidados com cirurgia plástica: entenda o caso de Zilu Camargo

O Brasil é um dos países em que mais são realizadas cirurgias plásticas no mundo, mas um caso, em especial, tem chamado atenção nos últimos dias. Zilu Camargo, mãe de Wanessa e ex-mulher de Zezé Di Camargo, foi internada no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, na última sexta-feira, dia 29 de abril, por conta de uma infecção no queixo.

Em 4 de maio, ela passou por uma cirurgia para tratar do problema e já passa bem. O cirurgião plástico Marco Cassol explica que Zilu sofreu uma reação inflamatória crônica, resultado da aplicação de polimetilmetacrilato (PMMA), feita há anos no rosto. O quadro pode servir de alerta.

Zilu Camargo
Zilu foi internada devido a uma infecção no queixo. Foto: Instagram, Reprodução

Entenda a complicação do quadro de Zilu Camargo

Conforme explica Cassol, PPMA são pequenas partículas de plástico. O que acontece é que elas podem não ser totalmente absorvidas pelo corpo, o que é capaz de causar a reação inflamatória crônica. Foi exatamente o que ocorreu com Zilu. O quadro permitiu que uma bactéria se instalasse na região do queixo, motivo pelo qual ela teve de ser internada.

“O tecido da pele foi cronicamente machucado e com isso teve suas defesas diminuídaspor estar inflamado. Tudo isso favoreceu a proliferação da bactéria e ocasionou a infecção na região da aplicação do PPMA”, detalha o especialista. O material plástico utilizado no queixo dela, conforme esclarece o cirurgião, não é proibido no Brasil.

Ainda assim, ele ressalta que o uso deve ser feito a partir de uma orientação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica: em caso de necessidade para algum tratamento reparador importante da face ou de outra parte do corpo, o seu volume não deve ultrapassar os 50 ml.

De acordo com Cassol, seguir a orientação é fundamental. Mas ele acredita que o ideal seria alterar a substância por outras alternativas mais tecnológicas e menos nocivas, a exemplo do ácido hialurônico, um preenchedor temporário. “O uso não é proibido, mas isso não significa que ela deva ser usada”, destaca o profissional.

Atenção aos cuidados com a cirurgia plástica

Diante da situação de Zilu, Cassol acredita que o caso pode servir como um alerta para que as mulheres tenham mais atenção aos cuidados necessários ao realizar uma cirurgia plástica. Principalmente em relação ao uso de produtos não absorvíveis pelo organismo.

O profissional acredita ainda que é fundamental que a mulher converse com o seu médico sobre as substâncias disponíveis e seu período de atuação no corpo. Também é importante que a paciente saiba o que será aplicado nela, se é algo temporário ou permanente.

“Normalmente, recomendamos o ácido hialurônico, que em dois anos é absorvido totalmente”, enfatiza Cassol. Utilizado com frequência em preenchimentos faciais, ele imita uma substância já presente em menores quantidades no organismo, de modo que não é rejeitado por ele. Por ser temporário, também gera menos propensão a infecções.

http://doutissima.com.br/2016/05/05/cuidados-com-cirurgia-plastica-entenda-o-caso-de-zilu-camargo-14828395/

Autor: Marco Cassol

Plástica e Estética Facial e Corporal. Trabalho com a mente como um cientista e com o coração como um artista. Sou um psiquiatra do bisturi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *