Dermopigmentação, alongamento de fios 3 D, implante e até maquiagens com henna. Especialistas falam sobre as melhores técnicas de reconstrução dos pelos que caíram. Implante fio a fio.

Doenças como câncer, alopecia areata, foliculite autoimune e até estresse podem estar entre as causas mais comuns para a queda dos pelos das sobrancelhas e dos cílios, segundo o cirurgião plástico e especialista em face feminina, Dr. Marco Cassol. No entanto, além dos males que provocam a queda de pelos, o médico reforça a importância de se identificar se os pelos caíram todos de uma vez ou se foi uma queda gradual. “O paciente deve prestar atenção na frequência que ocorre essa queda de pelos no dia a dia e procurar um especialista para descobrir a causa do problema. Com o diagnóstico certo, o médico indicará a solução adequada para o tratamento”, afirma o médico.

Além do diagnóstico e do tratamento, é possível também reconstruir os pelos com algumas técnicas que auxiliam no crescimento ou na reposição de modo natural, sem deixar com aspecto artificial, e ajudar na qualidade de vida e na saúde emocional. Maquiagens, dermopigmentação, alongamento dos cílios fio a fio em 3D e henna são algumas opções.
Para Paula Menezes, especialista em inovações estéticas da rede Mais Olhar, é comum que os pelos das sobrancelhas caiam e deixem falhas. A forma de evitar um efeito artificial e a necessidade de retoques nessa área do corpo está na busca do tratamento certo. “A dermopigmentação é uma técnica que lança mão de um pigmento com a mesma tonalidade do pelo na região da sobrancelha. Dá um efeito natural e prolongado, com retoque a cada 18 ou 24 meses”, destaca a especialista.

Outra solução usada para combater a falha na sobrancelha é a henna – seu feito é natural e dura 21 dias, sendo uma opção para quem não quer um tratamento definitivo.

Para quem precisa corrigir os cílios, Paula indica o Alongamento fio a fio em 3D. “Esta é uma técnica nova na qual são inseridos até três fios sintéticos em cima de cada fio natural. Por serem finos, não pesam sob os olhos e dão volume”, diz a especialista, reforçando que para preservar os fios não se deve esfregar os olhos, passar demaquilante, frequentar sauna ou passar água quente na região.

Para os quadros mais graves de perda de pelos, Marco Cassol indica o implante. “Em casos de perda irreversível dos pelos, é possível realizar um implante na área afetada, seja no couro cabeludo, sobrancelha ou até nos cílios, pois existe medicação específica para estimular o crescimento dos cílios que restaram, ajudando no fortalecimento desses pelos”, conclui.

Autor: Marco Cassol

Plástica e Estética Facial e Corporal. Trabalho com a mente como um cientista e com o coração como um artista. Sou um psiquiatra do bisturi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *