Peles negras e orientais têm maiores chances de ter queloide?

Você está pensando em fazer uma cirurgia plástica, mas tem dúvidas em relação à cicatrização? Então, veja a opinião do especialista para saber se há o risco de ter queloide

“Sim, peles negras e orientaistêm maiores chances de apresentar cicatriz hipertrófica e queloide, pois demanda maior atenção durante os procedimentos estéticos e no pós-operatório. Já as peles mais claras são melhores para a cicatrização. Embora o perfil metabólico individual faça toda a diferença”, afirma Marco Cassol, cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Cassol explica que a idade e osexo também têm influência na cicatrização. Nos homens, as chances de uma cicatriz hipertrófica, que fica maior do que a pele é menor do que nas mulheres, até por uma questão hormonal. Já a idade tem a ver com o metabolismo. Por isso, em bebês e velhinhos a cicatriz tende a ser muito boa. “As pessoas também precisam lembrar de cuidar da região para ter uma boa cicatrização. É preciso evitar o atrito do local com a roupa, não se expor ao sol e, ao menor sinal de dor, inflamação etc, procurar o médico responsável. Nunca se deve coçar ou cutucar a cicatriz, muito menos procurar soluções caseiras para o problema”, recomenda.

“A maioria das pessoas, ao procurar um cirurgião plástico, espera se submeter a um procedimento estético que vai trazer benefícios à aparência e à autoestima. Todavia, poucos sabem que o resultado positivo depende de vários fatores como: perfil metabólico, sexo, faixa etária, entre outros”, conclui.

Autor: Marco Cassol

Plástica e Estética Facial e Corporal. Trabalho com a mente como um cientista e com o coração como um artista. Sou um psiquiatra do bisturi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *