Quer uma boa noite de sono?

O sono é um dos grandes mistérios da vida. Assim como a gravidade ou o campo
quântico, nós ainda não entendemos exatamente porque dormimos – embora
estejamos aprendendo mais sobre isso a cada dia. Já sabemos, no entanto, que o
sono é uma das pedras angulares para a nossa saúde.
Seis a oito horas por noite parece ser a quantidade ideal de sono para a maioria dos
adultos, sendo que dormir em excesso ou de menos pode ter efeitos adversos na sua
saúde. Atualmente a falta crônica de sono é uma condição de tal ordem atualmente
que talvez você nem saiba que esteja vítima por ela. A ciência agora estabeleceu que
um déficit de sono pode ter efeitos sérios e bem abrangentes na sua saúde.
Por exemplo, sono interrompido ou prejudicado pode:
 Dramaticamente debilitar seu sistema imunológico e acelerar o crescimento de
tumores
 Causar um estado pré-diabético, fazendo-o sentir fome mesmo se você já tiver
se alimentado, o que pode causar estragos no seu peso.
 Seriamente prejudicar sua memória; mesmo que seja por conta de uma única
noite mal dormida (dormir apenas de 4 a 6 horas) impactando negativamente
na sua capacidade de pensar claramente no dia seguinte
 Prejudicar seu desempenho em tarefas físicas ou mentais, e diminuir sua
capacidade de solucionar problemas
Quando seus ritmos circadianos são rompidos, seu corpo produz menos melatonina
(um hormônio e um anti-oxidante importante) e por conta disso ele tem uma menor
capacidade de combater câncer, uma vez que a melatonina ajuda a suprimir os
radicais livres que podem levar a um estado cancerígeno. E é por isso que os tumores
crescem mais rápidamente quando você se priva de sono.
Privação de sono também pode aumentar as desordens relacionadas ao estresse, tais
como:
 Doença cardíaca
 Úlceras estomacais
 Constipação
 Transtornos de humor como depressão2
Dormir mal ou de menos também provoca um envelhecimento prematuro por interferir
na produção do hormônio de crescimento, que normalmente é secretado durante o
sono. Ou seja, o hormônio de crescimento lhe ajuda a parecer e a se sentir mais
jovem.
Um estudo chegou até a mostrar que pessoas com insônia crônica têm um risco três
vezes maior de morrer por qualquer causa.
Otimizando Seu Sono
1. Durma na mais completa escuridão, ou num ambiente o mais escuro
possível. Mesmo um pontinho de luz no quarto pode perturbar seu relógio
biológico e a produção de melatonina ou serotonina pela sua glândula pineal.
Ou seja, até mesmo um mínimo brilho emitido pelo seu rádio despertador pode
estar interferindo com o seu sono. Logo, dormir num ambiente mais escuro
possível lhe ajudará a diminuir seu risco de câncer. Feche a porta do seu
quarto, e livre-se da luzes noturnas. Procure evitar acender qualquer luz
durante a noite, mesmo se você tiver que se levantar para ir ao banheiro.
Cubra as janelas também. A luz sinaliza ao seu cérebro que é hora de preparar
seu corpo para AÇÃO.
2. Evite usar despertadores muito barulhentos. É muito estressante para o seu
corpo ser subitamente “sacudido” ao despertar. E caso você esteja
conseguindo desfrutar regularmente de suficiente sono, um relógio despertador
pode até mesmo ser desnecessário.
3. Vá para a cama o mais cedo que possível. Seu corpo (particularmente o seu
sistema supra-renal) faz a maior parte da sua “recarga” entre as 23hs e 01:00
hs. Mas além disso, sua vesícula biliar se livra das toxinas durante esse
mesmo período. Logo, se você estiver desperto durante o mesmo, essas
toxinas se acumulam no seu fígado, o que por sua vez pode prejudicar ainda
mais sua saúde. Anteriormente ao uso mais disseminado da luz elétrica, as
pessoas se recolhiam logo após do por do sol, assim como a maioria dos
animais, sendo que a intenção da natureza era a mesma para os seres
humanos.
4. Não altere o horário de dormir. Você deveria ir para a cama e acordar nos
mesmos horários a cada dia, mesmo nos fins de semana. Isso lhe ajudará a
entrar num ritmo de sono, e fará com que seja mais fácil pegar no sono e
despertar na manhã seguinte.
5. Estabeleça uma rotina na hora de ir para a cama. Isso pode incluir
meditação, respiração profunda, usando aromaterapia ou óleos essenciais, ou 3
até mesmo desfrutar de uma massagem do seu parceiro(a). O ponto-chave
aqui é encontrar algo que lhe faça sentir relaxado, e repetir a cada noite, para
lhe ajudar a liberar as tensões do dia-a-dia. Mas evite bebidas alcoólicas, pois
isso cria pode criar dependência, e no longo prazo gerar um efeito oposto.
6. Não beba quaisquer fluidos nas duas horas que antecedem ir para a
cama, e vá ao banheiro logo antes de dormir. Isso reduzirá a probabilidade
de você ter que levantar durante a noite para ir ao banheiro, ou pelo menos
minimizar a freqüência.
7. Pare de trabalhar ao menos uma hora antes de ir para a cama
(preferivelmente duas horas antes ou mais). Isso dará à sua mente a
chance de desanuviar, de modo que você poderá dormir se sentido calmo, e
não preocupado ou ansioso quanto aos prazos do dia seguinte.
8. Não assista TV logo antes de dormir. Melhor ainda, tire a TV do quarto, ou
até mesmo completamente da casa. Ela é demasiadamente estimulante para o
cérebro, o que impede que você pegue no sono mais rapidamente. A TV
compromete a função da sua glândula pineal.
9. Ouça CDs relaxantes e leia algo que seja espiritual ou edificante. Isso
poderá lhe ajudar a relaxar. Não leia algo que seja estimulante, como por
exemplo uma história de mistério ou suspense, que provará um efeito
justamente oposto ao desejado.

Autor: Marco Cassol

Plástica e Estética Facial e Corporal. Trabalho com a mente como um cientista e com o coração como um artista. Sou um psiquiatra do bisturi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *