Redução de Mama

Redução de Mama

Durante a puberdade as mamas são firmes devido à rigidez da glândula e quantidade desta. Entretanto, com o passar do tempo a quantidade de glândula diminui, aumenta a porcentagem de gordura e a tendência à ptose mamária (queda da mama). A gravidez é um dos fatores que mais aceleram este processo. O objetivo da mamoplastia é retirar esse excesso de gordura, pele e tecido mamário e suspender a mama novamente. Especialmente indicada para mamas excessivamente grandes ou flácidas.

TIPO DE ANESTESIA

Peridural com sedação.

TEMPO DE INTERNAÇÃO

Geralmente 12 horas.

COMPLICAÇÕES

São raras, mas pode ocorrer hematoma, infecção, deiscência (abertura de pontos cirúrgicos, as suturas), quelóides (cicatrizes proeminentes que dependem de predisposição genética do paciente), falta de vascularização da pele (em fumantes).

RESULTADO DEFINITIVO

Nos primeiros meses a cicatriz ficará avermelhada, tornando a clarear normalmente com o tempo.

APÓS A CIRURGIA:

Repouso relativo nas primeiras 48 horas;

Não deitar de lado nem de bruços.

Usar sutiã modelador adequado.

Pode tomar banho de ducha sem retirar as fitas adesivas.

As fitas adesivas podem ser mantidas por 60 dias. Se sujar ou apresentar secreções, trocá-las.

Curativo será retirado em 1 semana.

Os pontos serão retirados em 2 semanas.

Depilação das axilas com cera, somente após 3 semanas.

É freqüente a diferença de volume entre as mamas no primeiro mês devido a inchaço decorrente da própria cirurgia.

Recomenda-se evitar:

Dirigir nas três primeiras semanas.

Fumar durante as primeiras duas semanas.

Tomar banho de imersão por duas semanas.

Cometer excessos, levantar pesos, erguer os braços exageradamente e abri-los excessivamente por pelo menos quatro semanas.

Dormir de bruços por três semanas.

Expor-se ao sol ou ao calor excessivo por quatro semanas.

Fazer exercícios ou praticar esportes, principalmente os que exijam a extensão dos braços como golfe, natação, vôlei e outros por 60 dias.