Tire suas dúvidas sobre procedimentos para tratar o excesso da mama masculina

O nome pode parecer estranho, mas a doença é muito comum entre os homens. A ginecomastia atinge quatro em cada dez homens.

A  doença deixa as mamas com aspecto feminino. Imagino a quantidade de piadas e pegadinhas de mal gosto os homens que têm a doença sofrem todos os dias. Com certeza atinge diretamente a autoestima masculina.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o procedimento de redução de mamas é um dos mais realizados pelos homens, junto com a lipoaspiração e a cirurgia de pálpebra.

O preconceito é grande, e apesar do problema ser comum, a maioria dos homens não procuram ajuda médica por constrangimento e vergonha.

Para dismistificar essa doença eu entrevistei o Dr. Marco Cassol, que é cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica,  e tem mais de 15 anos de experiência.

cirurgiao-plastico-dr-marcos-cassol-fala-mamas-masculina-homem-peito-cirurgia

 

Bruno Figueredo: Doutor o que provoca essa doença que aumenta o volume das mamas do homem?

Dr. Marco Cassol: Diversos fatores podem causar o aumento do tecido mamário, como o uso de medicamentos, problemas clínicos, fatores hereditários, aumento do tecido gorduroso e tumores. E, na maioria dos casos, a doença é benigna e corrigível, com a realização dos exames clínicos é possível resolver a questão de maneira simples.

 

Bruno Figueredo: Existe algum tratamento para casos mais leves?

Dr. Marco Cassol: Normalmente quando os pacientes possuem sobrepeso é possível haver melhora com a perda de gordura.

 

Bruno Figueredo: Quais os procedimentos existem hoje?

Dr. Marco Cassol:  Entre os procedimentos estão: a lipoaspiração tradicional das mamas; a mastoplastia redutora (utilizada quando é necessária a remoção de maior quantidade gordura) ou remoção de pele excedente.

 

Bruno Figueredo:  Qual idade é permitida fazer a cirurgia?

Dr. Marco Cassol: Quatro anos depois da puberdade.

 

Bruno Figueredo:  Quem pode fazer esta cirurgia?

Todos os pacientes que se sentem incomodados com o volume das mamas. Às vezes o caso é apenas glandular.

 

Bruno Figueredo:  Que tipo de profissional está habilitado para fazer a cirurgia? E quais os cuidados pós-cirúrgicos?

Dr. Marco Cassol: Apenas o cirurgião plástico.

Após a cirurgia é necessário fazer no mínimo 10 sessões de drenagem linfática com ultrassom;

O paciente deve fazer repouso relativo nas primeiras 48 horas;

Não deitar nem de lado nem de bruços;
Usar Antibiótico recomendado deverá ser ingerido por 1 semana;

Utilizar o modelador (cinta cirúrgica) por 1 mês após a cirurgia para compressão da área lipoaspirada;

Manter as fitas adesivas por 60 dias.

 

Bruno Figueredo:  Qual o tempo de recuperação total? 

Dr. Marco Cassol: Quatro meses após a cirurgia já temos uma recuperação completa. Com um mês já se tem uma boa prévia de como irá ficar a cirurgia.

 

Bruno Figueredo:  É comum após a cirurgia o problema voltar?

Dr. Marco Cassol: Não, normalmente a cirurgia resolve completamente e é muito raro o caso de recidiva da mama por aumento de peso.

 

Bruno Figueredo:  Depois de quanto tempo o homem pode voltar a fazer exercícios físicos focados no peitoral e região superior do corpo?
Dr. Marco Cassol: Recomenda-se o retorno à prática de exercícios físicos apenas após 60 dias, principalmente os que exijam a extensão dos braços (golfe, natação, etc).

 

Agradeço ao Dr. Marco Casso pelas informações e espero que tenha ajudado você, homem.

 

Para mais informações sobre o Dr. Marco Casso, só acessar o site dele: www.marcocassol.com.br

http://joganogoogle.com.br/ginecomastia%E2%80%8F-procedimentos-mama-homem-masculina-volume-marco-cassol/

Autor: Marco Cassol

Plástica e Estética Facial e Corporal. Trabalho com a mente como um cientista e com o coração como um artista. Sou um psiquiatra do bisturi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *